Menino de 5 anos morre após complicações de cirurgia em Araçatuba

Imagem Ilustrativa

Atualizado 08/07/24

Um menino de 5 anos morreu na tarde de quinta-feira (4) em Araçatuba, possivelmente devido a complicações após uma cirurgia de remoção de amígdalas realizada duas semanas antes. Filho de um policial militar, ele foi levado desfalecido ao pronto-socorro municipal, mas não respondeu ao tratamento.

A Prefeitura de Araçatuba informou que a criança chegou à unidade de saúde por volta das 12h30, nos braços de um policial, com sangramento abundante na boca e no nariz, pupilas dilatadas e lábios escuros. As equipes médicas iniciaram imediatamente manobras de reanimação cardiopulmonar, mas o menino não reagiu e continuou a sangrar até ser constatado o óbito.

Segundo a mãe da criança, ele havia passado por uma cirurgia de retirada de amígdalas no Hospital Unimed em 18 de junho, que teve complicações, exigindo novas intervenções e transfusão de sangue. Na quinta-feira, enquanto estava com a avó, o menino começou a sangrar e desmaiou. A avó pediu ajuda aos vizinhos, que acionaram a Polícia Militar.

Inicialmente, os policiais pensaram em levar o menino ao Hospital Unimed, mas, devido à gravidade do quadro, optaram pelo pronto-socorro municipal para agilizar o atendimento. Um boletim de ocorrência foi registrado e o corpo encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico, que determinará a causa da morte.

A assessoria de imprensa do Hospital Unimed emitiu uma nota de esclarecimento sobre o caso:

“O Hospital Unimed Araçatuba esclarece que o paciente pediátrico E.F.S, de 5 anos, passou por um procedimento cirúrgico de adenoamigdalectomia no dia 18 de junho.

Dias após a cirurgia, o paciente foi admitido na Unidade de Pronto Atendimento devido a um episódio de sangramento. Durante todos os atendimentos subsequentes, foram realizadas avaliações e exames necessários, incluindo novas intervenções cirúrgicas e transfusão de sangue para restabelecer sua condição.

Todos os protocolos e o plano terapêutico estabelecidos pela equipe médica foram rigorosamente seguidos.

A direção do Hospital Unimed Araçatuba ao saber do óbito do paciente, ocorrido na data de 04 de julho no Pronto Socorro Municipal, iniciou procedimento para apuração do caso e está comprometido em colaborar plenamente para esclarecer o ocorrido a todas as partes envolvidas.

A direção expressa solidariedade à família e se põe à disposição neste momento delicado.”

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS