ATENÇÃO: Alerta de tempestade para toda a região de Campinas

Ingrid Spinoza
Ingrid Spinoza
Jornalista na Thathi Record TV, 23 anos. Apaixonada por literatura e pela arte de escrever.

A tarde e noite desta quarta-feira, 04, foi marcada por ventos fortes, muita chuva e destruição em toda a região. E apesar da quinta-feira começar ensolarada, foi emitido um alerta de tempestade para os próximos dias, com previsão de chuva a qualquer momento.

PREVISÃO DO TEMPO

Para esta quinta-feira, dia 5 de outubro, a Defesa Civil do Estado de São Paulo, alerta para a aproximação de uma frente fria. É possível que a região de Campinas seja atingida. Além da friaca, estão previstas pancadas de chuva e rajadas de vento, com possibliidade de queda de raios e granizo.

Entre a sexta-feira, 6, e o sábado, 7, o tempo deve ficar mais estável, sem ocorrências de chuvas significativas.

A partir de domingo, uma nova frente fria avança sobre a região e pode voltar a chover.

SUSTO EM VINHEDO

No momento da tempestade, uma árvore de aproximadamente 15 metros, caiu em cima de uma escola de educação infantil.

Na hora da queda, as crianças aguardavam os pais no pátio e não na sala habitual.

O telhado desabou e partes dele foram lançadas a um quarteirão de distância. O veículo de uma das professoras também foi atingido pela árvore.

Ninguém ficou ferido.

ESTRAGOS EM CAMPINAS

Durante a tempestade desta quarta-feira, 04, a Defesa Civil registrou 58 quedas de árvores, cinco quedas de galhos de árvores e quatro destelhamentos.

Entre as ocorrências registradas, destacam-se queda de árvore sobre um carro na rua Dr. João Mascarenhas Neves, no Jardim Novo Botafogo, onde felizmente não houve nenhuma vítima e a queda de um galho sobre outro veículo no pátio da Escola Estadual Benevenuto Torres, no Parque Universitário de Viracopos. Ninguém ficou ferido.

Houve também um alagamento na avenida John Boyd Dunlop com a rua Hermano Penteado. O maior índice de chuva registrado foi de 17,2 mm no Jardim das Bandeiras (em uma hora), segundo monitoramento da Defesa Civil.

A maior velocidade de vento foi de 28,8 km/h às 17h10, segundo dados do Cepagri/Unicamp.

RECOMENDAÇÕES

A Defesa Civil recomenda à população evitar áreas alagadas e não estacionar carros embaixo de árvores.

A população pode acionar o telefone 193 do Corpo de Bombeiros em caso de urgências. Quedas de árvores, destelhamento e outras ocorrências devem ser informadas à Defesa Civil pelo 199. Por meio deste número, é possível solicitar também uma vistoria da Defesa Civil caso seu imóvel tenha sido afetado pela chuva.

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS