Menino resgatado pela PM em barril é adotado

Marcela Gomes
Marcela Gomes
Jornalista há 14 anos, advogada e mãe do Nietzsche, o cão, não o filósofo.
Menino resgatado pela PM em barril é adotado
Foto: Reprodução

A Vara da Infância e Juventude confirmou nesta sexta-feira, 16, que o menino resgatado pela Polícia Militar amarrado dentro de um barril, em Campinas, em 2021, foi adotado. A adoção teria ocorrido no ano passado, mas a data não foi revelada.

O caso que chocou todo o país foi registrado no dia 30 de janeiro de 2021, no jardim Itatiaia. Na época, o o menino de apenas 11 anos que era mantido nu dentro de um barril de ferro com as mãos e com os pés acorrentados. Em cima do recipiente, ainda havia uma telha e pia de mármore, que impediam a saída da criança.

Como passava um grande período dentro do barril, ele não era alimentado e permanecia em pé entre fezes e urina. De acordo com a PM, a equipe foi ao local depois que moradores da região perceberam que o garoto havia deixado de ir para a escola e de brincar com outras crianças do bairro.

Na ocasião, três pessoas foram presas suspeitas do crime de tortura, incluindo o pai do menino. O pai, a madrasta e a filha do casal, foram condenados em dezembro do mesmo ano.

Em junho do ano passado, o Ministério Púbico de São Paulo, anunciou um aumento de seis anos da pena das três pessoas condenadas pelos crime de tortura.

Segundo informações do MP, a pena dos três passou de oito para 14 anos. Além do crime de tortura, o pai do menino responde também por abandono intelectual, já que a criança não frequentava a escola.

Imagem: Divulgação

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS