O que se sabe sobre o latrocínio de Vanessa em um sítio de São Pedro

A Polícia Civil de Piracicaba realiza buscas no sítio em São Pedro, onde Vanessa Veroneze, de 36 anos, foi vítima de um homicídio após um roubo na madrugada de segunda-feira, 27, na propriedade em que morava com o marido e a filha de sete anos.

O caso segue sendo investigado pela DEIC (Divisão de Investigações Criminais de Piracicaba) e foi registrado como latrocínio. A ocorrência está sob responsabilidade da equipe do delegado Dr. Marcel Souza. Até o momento, o criminoso ainda não foi identificado.

As autoridades haviam realizado buscas pelo local após o crime e encontraram a mulher morta, com ferimento na cabeça, no interior do veículo da família a cerca de 1 quilômetro de distância do imóvel rural.

Quem é a vítima?

Vanessa Veroneze Francisco, de 36 anos de idade, era moradora de São Pedro, mãe de uma menina de sete anos, casada com Danilo Henrique Goncalves Francisco, de 31 anos de idade. Uma boa filha que deixa saudades para seus familiares e amigos.

O que se sabe sobre o crime?

Segundo o boletim de ocorrência, o marido contou em depoimento que um suspeito entrou na casa e rendeu o casal. Ele estava encapuzado e usava luvas.

O esposo também relatou à polícia que foi agredido com socos, obrigado a tomar um comprimido e o criminoso chegou a dizer que mataria a filha do casal, de sete anos, que dormia, caso não colaborasse.

Após vasculhar toda a casa, o criminoso encontrou 6 mil reais e obrigou o marido a dirigir até a entrada do sítio. Quando saiu do carro, ele levou uma pancada na cabeça e ficou atordoado por não conseguir ver para onde a esposa foi levada.

A Polícia Militar fez buscas pelo local e encontrou o corpo de Vanessa dentro do carro abandonado.

O que diz a família?

Os pais de Vanessa, vítima do crime, falaram pela primeira vez com a equipe de jornalismo da Thathi Record, durante a tarde desta segunda-feira, 28.

De acordo com o depoimento do pai, um homem desconhecido cortou a internet da casa, e em seguida, chamou pela vítima do lado de fora da janela, se passando pelo irmão de Vanessa. Ao abrir a porta, Vanessa foi ameaçada e também teve a filha ameaçada, enquanto o marido era agredido pelo criminoso.

Para a mãe da vítima, a dor da perda da filha é muito grande e o sentimento ainda é difícil de superar pois a neta de sete anos irá crescer sem a mãe.

Ela lamenta por não poder se despedir e há muita dúvida sobre o futuro da vida. Agora, a justiça deve ser feita pois a covardia que fizeram foi muito grande, devido ao uso da violência exercida pelo criminoso. O momento é de muito dor, pois a filha era e sempre foi uma ótima pessoa e nunca teve problemas com ninguém.

Quais respostas não foram respondidas?

As perguntas que ainda não foram confirmadas e nem respondidas pela polícia são: O que aconteceu durante o crime? Quais foram os motivos para que o criminoso matasse Vanessa?

Além disso, a polícia busca identificar e solucionar o caso. Ainda não se sabe o motivo pelo qual os autor não roubou o carro da vítima e só subtraiu a quantia em dinheiro.

Qual o remédio misterioso que fez com que o marido tivesse tomado, ficado atordoado e dirigisse em seguida?

Até o momento, não foi divulgado quem pode ser o principal suspeito de atuar e participar do crime, nem se a pessoa agiu sozinho ou em grupo.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password