Hamilton chora após fim de jejum e disse que achou não era ‘bom o suficiente’

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O piloto Lewis Hamilton venceu o GP de Silverstone deste domingo (7) e encerrou uma marca de 945 dias sem vitórias na Fórmula 1. Após o triunfo, ele desabafou sobre o longo jejum.

Na entrevista concedida após a vitória, Hamilton demonstrou emoção ao falar da corrida e da importância do resultado. O piloto fez questão de agradecer à Mercedes e aos fãs.

“Eu não consigo parar de chorar. Desde 2021, todo dia eu venho tentando vencer e lutar, treinando, mantendo a parte mental, e trabalhar o máximo possível com esse time incrível. Essa é minha ultima corrida aqui [Silverstone] com esse time. Eu queria muito ganhar pela equipe toda. Toda a dedicação da equipe, sou muito grato a toda a equipe Mercedes, os parceiros e a esses fãs incríveis que eu vejo a cada volta, não tem melhor sensação do que isso.”, disse Lewis Hamilton.

Hamilton desabafou sobre a situação incômoda de passar tanto tempo sem vencer uma corrida. Sete vezes campeão do mundo e alcançando a 104ª vitória da carreira, o britânico chegou a duvidar se era capaz de chegar ao lugar mais alto do pódio novamente.

“É muito difícil para qualquer um. Mas a parte importante é como você levanta, passa as barreiras. Têm sido dias difíceis desde 2021, achei que eu não fosse bom o suficiente, que não voltaria aonde estou hoje. A parte importante é que sempre tive pessoas importantes ao meu lado e me dando motivação para ganhar de novo. E meus fãs, quando os vejo ao redor do mundo, sempre me apoiam muito. Um grande agradecimento a todos.”, finalizou o piloto.

Redação / Folhapress

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS