Influenciadora e ativista de esquerda Marina Mamede morre aos 34 anos em MG

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A influenciadora e ativista Marina Mamede morreu aos 34 anos, nesta sexta-feira (5), em Ouro Preto, na região central de Minas Gerais.

A causa da morte de Marina Mamede não foi informada. Em nota, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que a perícia esteve no endereço da influenciadora para fazer “os levantamentos necessários” a fim de elucidar as circunstâncias da morte. “Tão logo seja possível, outras informações serão divulgadas”, afirmou o órgão.

Mamede deixou três filhos. Ela também presidia o Conseas-OP (Conselho Municipal de Segurança Alimentar Nutricional Sustentável de Ouro Preto).

Marina era atuante nas redes sociais, seguida por mais de 38 mil contas no Instagram. Ela ganhou maior projeção por defender pautas sociais ligadas à esquerda e ajudar a campanha do então candidato Lula (PT) nas eleições de 2022.

Políticos mineiros lamentaram a morte da ativista. No X, o deputado federal Padre João (PT-MG) disse ter recebido “com grande tristeza a notícia do falecimento de Marina Mamede”. “Nossas sinceras condolências aos familiares e amigos neste momento difícil. Marina deixará saudades e um legado de dedicação e luta”.

O deputado federal André Janones (Avante-MG) também afirmou ter recebido “com tristeza” a notícia da morte da influenciadora. “Que Deus a receba em sua infinita misericórdia e conforte o coração da família”.

Redação / Folhapress

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS