Secretário de Arraial do Cabo (RJ) é morto a tiros por foragido da Justiça, diz polícia

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O secretário de Posturas de Arraial do Cabo (RJ), Diego Campos Veríssimo, foi morto a tiros na noite de sábado (24) em frente a um bar em Iguaba Grande, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que o ex-policial militar Alfredo dos Santos Júnior atira contra Veríssimo, que reage. Veríssimo, que também é PM, chegou a ser levado para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na região, mas não resistiu aos ferimentos.

Santos Júnior, que ficou ferido no confronto, foi preso horas depois ao dar entrada no Hospital Otime Cardoso dos Santos, em Cabo Frio, município próximo.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado a briga. A Polícia Civil não informou se Santos Júnior já tem advogado.

Nas imagens das câmeras de monitoramento é possível ver que os dois homens discutem antes de o ex-policial sacar a arma. Ele estava dentro de um carro branco e, no início do vídeo, coloca o veículo em frente ao secretário, impedindo sua passagem pela rua.

Segundo a Prefeitura de Cabo Frio, o suspeito foi transferido para o Hospital Central de Emergências, onde passou por cirurgia e permanece sob custódia. O quadro de saúde dele é estável.

O caso é investigado pela delegacia de Cabo Frio, cidade em que o ex-PM foi preso.

Conhecido como “Velho”, Santo Júnior foi expulso da Polícia Militar do Rio em maio deste ano após se tornar suspeito de envolvimento no assassinato de um empresário goiano em São Luís (MA).

De acordo com a Polícia Civil do Rio e do Maranhão, quatro mandados de prisão já foram expedidos contra ele nesse caso, pelos crimes de homicídio e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, sendo três pela Justiça do Maranhão e um pela Justiça do Rio.

Por causa da morte de Veríssimo, a Prefeitura de Arraial do Cabo decretou luto de três dias na cidade. O velório do secretário foi realizado neste domingo em Iguaba Grande, e ele será enterrado nesta segunda (26) no cemitério municipal São Judas Tadeu.

CAMILA ZARUR / Folhapress

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password