Secretário deixa cargo às vésperas de entrega do Orçamento ao Congresso

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O Ministério do Planejamento comunicou, neste sábado (6), a saída do secretário de Orçamento Federal, Paulo Bijos, a menos de dois meses do envio do Orçamento de 2025 para o Congresso.

A exoneração ocorreu no último dia 26 de junho, mas será publicada retroativamente no Diário Oficial da União apenas na próxima segunda-feira (8).

Bijos é servidor da Câmara dos Deputados e estava cedido para a pasta, mas foi requisitado de volta pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), para atuar como analista legislativo da Consultoria de Orçamento da Câmara, no fim de junho.

De acordo com o Planejamento, assumirá o posto interinamente o atual secretário-adjunto Clayton Luiz Montes.

A saída de Bijos foi antecipada pelo jornal O Estado de S. Paulo, neste sábado. Segundo a nota do Planejamento, ocorre a pedido.

A baixa de um secretario da equipe econômica às vésperas do envio da peça orçamentária é incomum. E ocorre ainda em meio à pressão por mais emendas parlamentares, apesar de o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ter acelerado a liberação, o que superou R$ 22 bilhões pagos neste ano, antes da trava imposta pela lei por causa das eleições municipais.

Como mostrou a Folha de S.Paulo, a cifra desembolsada ultrapassa os cerca de R$ 17 bilhões (em valores já corrigidos) distribuídos antes das eleições de 2022 por indicações de deputados e senadores, período em que Jair Bolsonaro (PL) governava o país. O recurso será direcionado principalmente aos cofres das prefeituras.

O volume de recursos desembolsados se deu devido à pressão da Câmara e do Senado, que forçou o governo a fechar acordo para não sofrer derrotas no Congresso. O Planalto já projetava acelerar os pagamentos e alcançar cerca de R$ 22 bilhões distribuídos até o fim desta semana, por conta de acordo com parlamentares

MARIANNA HOLANDA / Folhapress

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS