Sobe para 182 o número de mortes nas enchentes no Rio Grande do Sul

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Subiu para 182 o número de mortos em decorrências das fortes chuvas no Rio Grande do Sul. O total de vítimas foi atualizado pela Defesa Civil do estado na manhã desta segunda-feira (8).

O estado ainda tem 31 pessoas desaparecidas em razão das enchentes que devastaram parte do estado. O número de feridos chega a 806.

A população mais pobre, negra e com menor escolaridade é aquela que mais sofreu perdas de patrimônio e de renda nas enchentes dos últimos dois meses. É o que mostra uma pesquisa Datafolha que ouviu gaúchos sobre os efeitos do que é considerado o maior desastre climático na história do estado.

Nas cidades atingidas pelas inundações, quase metade (47%) das famílias que ganham até dois salários mínimos respondeu ter perdido casa, móveis, eletrodomésticos ou o próprio sustento —na forma do emprego ou da própria empresa. Já entre aquelas que ganham de cinco a dez salários, só 13% relatam algum tipo de prejuízo.

Além disso, mais da metade (52%) dos pretos nos municípios afetados relata algum tipo de perda com as enchentes. Entre os pardos, 40% respondem que tiveram algum tipo de prejuízo. Entre a população branca dessas mesmas cidades, a proporção de entrevistados que relata alguma perda material ou de renda é de 26%.

PREVISÃO PARA A SEMANA

Esta semana será marcada pelo frio no Rio Grande do sul, com dias de muita nebulosidade, chuva e garoa no norte e no nordeste do estado. No oeste e sul, o tempo seco e muito frio predomina, sem chuva, de acordo com o MetSul.

Nesta segunda, o sol aparece no oeste, no centro e no sul do estado, mas na metade norte haverá muitas nuvens com chance até de garoa em pontos entre a Serra e o litoral norte, mas no decorrer do dia podem ocorrer aberturas em diferentes pontos. A temperatura deve ficar abaixo dos 10°C em cidades da serra gaúcha.

Na terça-feira (9), na maior parte do estado o sol aparecerá entre nuvens e pode chover em vários municípios no final da tarde e à noite.

Na quarta-feira (10), por sua vez, chove entre a madrugada e a manhã em setores do norte e do nordeste do estado, como na serra, Grande Porto Alegre e no Litoral Norte. Entre o período da tarde e noite, a instabilidade se afasta para o mar. Nas demais regiões, haverá sol e nuvens com momentos de maior nebulosidade.

A mesma situação deve ser mantida na quinta-feira (11), mas com temperatura em torno de 0°C na fronteira com o Uruguai, especialmente entre Quaraí e Santana do Livramento.

Na sexta-feira (12), o dia tem maior nebulosidade entre a serra, a Grande Porto Alegre e o litoral norte, com chance de chuva e garoa, principalmente no começo do dia. Nas outras áreas do estado, o sol aparece com nuvens na maioria das localidades.

FRANCISCO LIMA NETO / Folhapress

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS