Vai levar seu animal para curtir o verão? Veja dicas de veterinária

Uma nova onda de calor vai atingir algumas regiões do país nos próximos dias, é o que aponta o Instituto Nacional de Meteorologia. De acordo com os dados, essa previsão acontece quando a temperatura fica cinco graus acima da média por um período de três a cinco dias. 

O clima quente associado a elevadas temperaturas interfere diretamente na saúde dos pets que, embora não transpiram de forma visível acabam sofrendo, e muito, com a variação do clima.  

Na coluna “Pet e Saúde”, exibida todas às quartas-feiras no jornal da Novabrasil Campinas, a veterinária Micaeli Miranda explica quais cuidados os tutores de pet precisam ter na hora de levá-los para a praia ou piscina como forma de amenizar o calor. 

Foto: Imagem Ilustrativa / Freepik

Confira as dicas 

  • Verifique a caderneta de vacinaçã;
  • Para cães é obrigatório a vacina Antirrábica, Polivalente (V10), Vacina contra Tosse dos Canis, Giardia. Além de Leishmaniose e Leptospirose. Para tutores que vão levar os animais para praia ou áreas litorâneas ou endêmicas é preciso tomar cuidado com a Dirofilaria immitis, conhecida verme do coração;
  • Para os gatos a recomendação é vacina Antirrábica e Polivalente (V4 ou V5)
  • Antes de sair com o pet, converse com um veterinário de confiança para ver se o animal tem alguma condição de saúde pré-existente. Neste sentido, o objetivo é saber se o animal ‘aguenta’ mudanças climáticas intensas; 
  • Sempre ofereça água fresca ao sair com o animal. Dentro de casa, a recomendação é colocar cubos de gelo. Nesse caso, é importante ficar atento aos sinais, levando em conta que os animais não transpiram de forma visível. Por isso, é preciso ficar atento às patinhas;
  • Para viagens de ônibus ou avião dentro do território nacional, é obrigatório apresentar: atestado de saúde assinado pelo médico veterinário e carteira de vacinação. 

Dicas para a praia

  • Se for viajar com o animal de carro, o ideal é que o transporte seja feito em caixa ou em bolsas adequadas; 
  • Para que o animal não fique enjoado, o ideal é que a alimentação aconteça pelo menos 4 horas antes do início da viagem;  
  • Para quem for levar o cachorro para praia, o cuidado principal é para a Dirofilariose –  doença cardio-pulmonar, causada por uma lombriga parasita que é transmitida de um hospedeiro para o outro hospedeiro através das picadas de mosquitos;
  •  Cuidado com a fauna marinha e objetivos cortantes.

Dicas para a piscina 

  • Para passeios em chácaras com piscina, a recomendação é que o pet seja supervisionado e que tenha equipamento de segurança;
  • Deixe sempre uma bacia com água potável para evitar que o animal beba água com cloro. 
  • Após a diversão, lave o pet com água doce para evitar danos à pelagem do animal. 

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password