Alesp aprova projeto de privatização da Sabesp em sessão tumultuada

Bandeira de campanha do governador Tarcísio de Freitas, o projeto que prevê a privatização da Sabesp foi aprovado nesta quarta-feira, 6, pelos deputados da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Os deputados da base do governo votaram a favor. Já os da oposição (PT, PSOL, PSB e Rede) foram contrários, mas não votaram após a ação da PM contra manifestantes. A sessão foi interrompida por mais de 1 hora e meia após confronto entre policiais militares e manifestantes contrários à desestatização.

A confusão começou após manifestantes – contrários à privatização – tentarem derrubar o vidro que separa a galeria – onde fica o público – do plenário, onde estavam os deputados. Os policiais responderam com cassetete e spray de pimenta. Muitas pessoas – algumas delas ensanguentadas – deixaram o local e se refugiaram nos banheiros.

Por enquanto, em relação ao serviço na cidade de São Paulo, nada muda. Isso porque o governo paulista até pode abrir um certame, mas, para que o saneamento na cidade de São Paulo – que hoje é responsável por pelo menos 45% do faturamento da Sabesp -, também faça parte da privatização – é necessário que a lei municipal seja alterada pelos vereadores.

Da Redação

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password