Obras de ampliação da Hidrovia Tietê-Paraná avançam com explosão de solo em Buritama

Foto: Reprodução/TV TEM

As obras de ampliação da Hidrovia Tietê-Paraná continuam em andamento para garantir a navegabilidade durante os períodos de seca. Na última sexta-feira (5), foi realizada uma explosão de solo no canal de Avanhandava, em Buritama, com o objetivo de aumentar a profundidade do leito do rio e permitir o tráfego de barcaças.

Durante a estiagem, a redução no nível da água impede a passagem de algumas embarcações devido à baixa profundidade. A explosão de rochas subaquáticas é uma medida necessária para facilitar a passagem de balsas e barcaças, permitindo a continuidade do transporte fluvial.

A Hidrovia Tietê-Paraná, com 2.400 quilômetros de extensão, é crucial para o escoamento agrícola do Brasil. Em junho, mais de 250 mil toneladas de produtos foram transportadas pela região de Buritama. Segundo Denis Amorim, subsecretário de Logística e Transportes, medidas de segurança foram adotadas para proteger a fauna aquática durante a execução das obras.

As obras em Buritama visam aumentar a profundidade do trecho em aproximadamente 1,5 metro, garantindo a navegação mesmo durante a seca. A passagem de embarcações foi interrompida duas vezes na última década devido à baixa profundidade, com uma paralisação de dois anos em 2014. A obra, iniciada em 2017, teve o contrato rescindido em 2019 e foi retomada em 2023, com previsão de conclusão em abril de 2026.

Natália Resende, secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, destacou a importância da hidrovia para o transporte de cargas e a sustentabilidade. O investimento na ampliação do canal do Rio Tietê também contribui para a preservação ambiental e a redução do transporte rodoviário. Segundo ela, a passagem de balsas será totalmente liberada após a conclusão das obras, beneficiando o escoamento de diversas cargas e promovendo um transporte mais eficiente e sustentável.

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS