Projeto de lei propõe aumento nos subsídios dos vereadores para R$ 9,8 mil

Na sessão da Câmara Municipal de Araçatuba (SP) realizada nesta segunda-feira (4), foi apresentado um projeto de lei pela Mesa Diretora que visa elevar o valor dos subsídios dos vereadores para R$ 9,8 mil. A proposta, se aprovada, entrará em vigor na próxima legislatura, a partir de 2025, conforme a legislação que impede reajustes nos próprios salários pelos parlamentares.

Ao tomar conhecimento do projeto, o vereador Arlindo Araújo (MDB) manifestou-se contrário ao aumento dos subsídios, apresentando motivos pessoais para sua posição.

Esta é a segunda tentativa no ano de aprovar o aumento nos salários dos vereadores em Araçatuba. Um projeto semelhante esteve na pauta de uma sessão extraordinária realizada em janeiro, propondo elevar a remuneração mensal de R$ 6.502,25 para R$ 12.661,12. No entanto, o projeto foi retirado antes da discussão, atendendo a um pedido do vereador Antônio Edwaldo Costa, conhecido como Dunga.

A justificativa da Mesa Diretora para o aumento é que o último reajuste nos subsídios dos vereadores na cidade teria ocorrido em 2006. Em janeiro de 2013, uma recomposição elevou o valor para os atuais R$ 6.502,25.

Vale ressaltar que, em outubro, a Câmara de Araçatuba aprovou um projeto de lei que aumentou os salários dos assessores e dos chefes de Gabinete dos vereadores. Os assessores passaram a receber R$ 15.197,00, enquanto os chefes de Gabinete Parlamentar tiveram seus vencimentos elevados para R$ 17.643,00.

A proposta atual não faz menção aos subsídios do prefeito e vice-prefeito. A discussão sobre o aumento dos subsídios dos vereadores em Araçatuba promete gerar debates e posicionamentos distintos ao longo das próximas sessões legislativas.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password