Anvisa proíbe mais 109 pomadas capilares e lança painel de consulta para produtos autorizados

Mais de cem pessoas foram atendidas por pomada para cabelo

Imagem ilustrativa

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) lançou, nesta sexta-feira (9), um painel de consulta de pomadas capilares autorizadas e substituiu a lista anterior. A agência ainda cancelou a comercialização de mais 109 pomadas capilares. No total, 3007 produtos do tipo já tiveram a venda proibida no Brasil.

A norma que proíbe o uso dos itens tem vigência imediata, ou seja, as mercadorias listadas não podem ser comercializadas.

O objetivo com o painel, segundo a agência, é facilitar a consulta de produtos autorizados, principalmente com a proximidade do carnaval, tornando a busca mais dinâmica e intuitiva. A plataforma pode ser acessada neste link por meio de computadores, tablets e celulares.

A Anvisa ainda alerta para que a população não use produtos irregulares, evite o uso exagerado, realize teste de alergia antes da aplicação e evite contato com os olhos. Caso ocorra, a agência recomenda lavar os olhos com água corrente por no mínimo 15 minutos.

As pomadas modeladoras são utilizadas para penteados, desde modelos para casamentos até tranças e o chamado “baby hair”. São produtos muito usados em cabelos crespos e cacheados para trazer definição, mas podem ser aplicados em qualquer tipo de cabelo.

A utilização de algumas pomadas, porém, pode causar coceira nos olhos, vermelhidão, irritação, ardência e inchaço, como foi constatado pela agência em janeiro de 2023.

Em dezembro do ano passado, mais de cem pessoas deram entrada na emergência oftalmológica do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio de Janeiro, com queimaduras nos olhos após o uso de pomada modeladora de cabelos.

Redação / Folhapress

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Lost Password