Brasileiros recriam ‘Chaves’ em publicidade aprovada por família de Roberto Bolaños

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Atores brasileiros vão interpretar os personagens do seriado mexicano “Chaves”, exibido no Brasil durante décadas pelo SBT, em uma campanha publicitária da marca de produtos de limpeza Ypê.

A ideia é que, nos vídeos, os personagens imaginem como gastariam R$ 1 milhão. A Dona Florinda, por exemplo, conclui que ofereceria mais do que só café para seu amado Professor Girafales, enquanto Chaves pensa que gastaria a quantia toda em sanduíches de presunto, e Seu Madruga que finalmente pagaria o aluguel atrasado.

Os comerciais serão exibidos no SBT, que perdeu os direitos de exibição da série em 2020, e na Globo. Os dubladores brasileiros da série original foram contratados para dublar os novos atores.

O processo de escalação dos atores e elaboração dos figurinos e cenários passou pela aprovação da família de Roberto Bolaños, criador e intérprete do Chaves, que morreu há dez anos.

Em abril, a atriz Florinda Meza, que fez a Dona Florinda no seriado, publicou no Instagram um desabafo sobre o fim da exibição do programa em 2020. “No auge da pandemia, o contrato com a Televisa pelos direitos literários para as transmissões da série terminou. Eu, como escritora, deveria ter sido convocada para essa negociação, mas não fui”, ela escreveu.

“Algo explodiu dentro de mim. Foi como se meu Roberto se levantasse da tumba e gritasse ‘você tem que defender meu legado’. O que pior pode ser feito do legado de um gênio do que congelar isso por quase quatro anos?”, publicou.

O imbróglio impediu o SBT de seguir exibindo “Chaves”. “A negativa em relação ao acordo com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias chegou a apenas poucos dias do fim do contrato. A emissora continua na torcida para um acordo”, afirmou a emissora em nota, à época.

GUILHERME LUIS / Folhapress

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS