Discussão entre casal termina em acidente grave em Birigui; homem fica gravemente ferido

Imagem ilustrativa

Um homem de 40 anos foi hospitalizado com ferimentos graves na madrugada desta segunda-feira (8) em Birigui (SP), após o carro no qual estava bater na traseira de um caminhão estacionado. Segundo relatos da polícia, a motorista, uma mulher de 47 anos, afirmou que ele pulou sobre o capô do veículo após uma discussão entre os dois.

O acidente ocorreu na rua Francisco Peres Marques, no bairro São Braz. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de trânsito com vítima e encontrou um Ford Fiesta colidido na traseira de um caminhão Mercedes-Benz estacionado. Ambos os ocupantes do veículo foram socorridos pelos bombeiros: o homem estava inconsciente no asfalto e a mulher, também inconsciente, presa às ferragens.

Ambos foram levados para o pronto-socorro municipal, onde a mulher recuperou a consciência e foi diagnosticada com escoriações leves. Ela permaneceu em observação e passaria por exames de imagem na cabeça. A polícia notou odor de álcool na condutora e ofereceu o teste do bafômetro, que foi recusado. Ela foi autuada por dirigir sob influência de álcool.

Em depoimento à polícia, a mulher relatou que mantinha um relacionamento com o homem e que a discussão começou quando foi à casa dele buscar pertences pessoais. Segundo ela, o homem pulou no capô do carro enquanto ela deixava o local, e ela dirigiu por cerca de três quadras até perder o controle e colidir com o caminhão.

O delegado responsável pelo caso determinou perícia tanto no local do acidente quanto na residência da vítima, onde foram encontrados indícios de violência. O homem, devido à gravidade dos ferimentos, não pôde prestar depoimento e foi intubado, sendo transferido para outro hospital para tratamento especializado.

Com base na versão da mulher e na ausência de outras testemunhas, o caso foi registrado como lesão corporal culposa na condução do veículo, sem prisão em flagrante. As partes serão submetidas a exame de corpo de delito para documentar as lesões e um inquérito policial será aberto para investigar o incidente.

Um homem de 40 anos foi hospitalizado com ferimentos graves na madrugada desta segunda-feira (8) em Birigui (SP), após o carro no qual estava bater na traseira de um caminhão estacionado. Segundo relatos da polícia, a motorista, uma mulher de 47 anos, afirmou que ele pulou sobre o capô do veículo após uma discussão entre os dois.

O acidente ocorreu na rua Francisco Peres Marques, no bairro São Braz. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência de trânsito com vítima e encontrou um Ford Fiesta colidido na traseira de um caminhão Mercedes-Benz estacionado. Ambos os ocupantes do veículo foram socorridos pelos bombeiros: o homem estava inconsciente no asfalto e a mulher, também inconsciente, presa às ferragens.

Ambos foram levados para o pronto-socorro municipal, onde a mulher recuperou a consciência e foi diagnosticada com escoriações leves. Ela permaneceu em observação e passaria por exames de imagem na cabeça. A polícia notou odor de álcool na condutora e ofereceu o teste do bafômetro, que foi recusado. Ela foi autuada por dirigir sob influência de álcool.

Em depoimento à polícia, a mulher relatou que mantinha um relacionamento com o homem e que a discussão começou quando foi à casa dele buscar pertences pessoais. Segundo ela, o homem pulou no capô do carro enquanto ela deixava o local, e ela dirigiu por cerca de três quadras até perder o controle e colidir com o caminhão.

O delegado responsável pelo caso determinou perícia tanto no local do acidente quanto na residência da vítima, onde foram encontrados indícios de violência. O homem, devido à gravidade dos ferimentos, não pôde prestar depoimento e foi intubado, sendo transferido para outro hospital para tratamento especializado.

Com base na versão da mulher e na ausência de outras testemunhas, o caso foi registrado como lesão corporal culposa na condução do veículo, sem prisão em flagrante. As partes serão submetidas a exame de corpo de delito para documentar as lesões e um inquérito policial será aberto para investigar o incidente.

COMPARTILHAR:

Participe do grupo e receba as principais notícias de Campinas e região na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

NOTICIAS RELACIONADAS